No comments yet

O Dízimo em minha vida

Sou Adriana Oliveira da Silva Fiorin, casada, membro de Aliança da Comunidade Vida Nova.
Quando decidi tornar-me dizimista, foi uma decisão muito difícil a ser tomada, pois na época, tinha um salário muito baixo e a princípio tinha o sentimento daquele montante fazer falta, mas tive a iniciativa de fazer a experiência e acreditar na providência de Deus, mesmo não tendo expectativa de nenhuma melhoria salarial, pois sendo funcionária pública só teria algum reajuste de acordo com o plano de carreira, porém quis permitir a Deus realizar o impossível em minha vida.

E de acordo com 2 Coríntios 9:7 que diz “Dê

Adriana Fiorin

cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza, nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria”, fui fazendo essa experiência, a cada salário separar como prímicia o meu dízimo, não com pesar, mas com a entrega e sentimento de dever cumprido, de retornar a Deus 10% daquilo que ele próprio me proporcionava.
Fui vendo, mesmo sem entender como o dinheiro rendia e eu conseguia arcar com todas as minhas despesas. Cumpri-se em minha vida a palavra de Deus que diz em 2 Coríntios 9:8: “Poderoso é Deus para cumular-vos com toda a espécie de benefícios, para que tendo sempre e em todas as coisas o necessário, vos sobre ainda muito para toda a espécie de boas obras”, após começar a dar o dízimo consegui receber outros benefícios que mesmo tendo direito como servidora nunca havia recebido antes como vale-transporte, também foram adicionados outros benefícios ao meu salário como ticket alimentação, horas extras e realizei substituições de chefia, podendo perceber valores nem almejados antes, ainda obtive redução de carga horária de 08 para 06 horas diárias, sem perda salarial, mas a maior graça que Deus tem me proporcionado durante todos esses anos de contribuição é de jamais deixar faltar o necessário para mim e para minha família.

Em 2 Coríntios 9:6 diz: “aquele que semeia pouco, pouco ceifará. Aquele que semeia em profusão, em profusão ceifará”, esse tem sido o desafio de minha vida, dar os 10% de todos os meus proventos e permitir que o Senhor abra as comportas do céu e derrame as suas bênçãos sobre mim.

Adriana é consagrada na Comunidade de Aliança.

Poste seu comentário