Meditação Diária da Misericórdia 22-03-2017

Faustina relata-nos em Oração: “Hoje, embora estivesse muito cansada, resolvi fazer a Hora santa. Mas não conseguia rezar, nem ficar de joelhos; no entanto, permaneci em oração a hora toda e unia-me, em espírito, com aquelas almas que já glorificam a Deus de maneira perfeita. Ao final da hora, de repente, vi Jesus, que olhou para mim profundamente e, com indizível doçura, disse: A tua oração Me é imensamente agradável. – Depois dessas palavras entrou na minha alma uma estranha força e uma alegria espiritual. A presença de Deus impregnou toda a minha alma. Oh! o que acontece com a alma que se encontra face a face com o Senhor! Nenhuma caneta conseguiu expressá-lo, nem expressará jamais” (D.691)

Poste seu comentário